Sou muito velho. Nasci de uma planta chamada cacaueiro e já fui uma bebida amarga. Fui passeando de continente em continente, por fim, após anos de pesquisa me transformaram em algo inesquecível. Hoje, sou aquele que dá vida ao amargo, meio-amargo, ao leite, branco, diet, em pó, solúvel, coberturas.
Sou aquele que ninguém esquece, derreto na boca, quando me encontram os olhos brilham e já começam com pensamentos ousados e, com isso, vou me sentindo um pop star. Todos me adoram e, dessa forma, vou me derretendo por aquelas bocas sôfregas de paixão e deslizo gargantas a dentro cheio do expressivo ser afrodisíaco que realmente sou..
Quem me conhece não me abandona, tampouco me esquece. Sou muito convencido, pois igual não há.
Ah!, já ia esquecendo de me apresentar...
Eu sou o CHOCOLATE!

(Autora: Bárbara de Fátima Alves de Oliveira)













 

 

domingo, 16 de julho de 2017

16 de Julho - Festa de Nossa Senhora do Carmo

Nossa Senhora do Carmo tem origem no século XII, quando se um grupo de eremitas começou a se formar no monte Carmelo, na Palestina, terra Santa, iniciando um estilo de vida simples e pobre, ao lado da fonte de Elias, que se estendeu ao mundo todo.
A palavra Carmo, corresponde ao monte do Carmo 
ou monte Carmelo, em Israel, onde o profeta Elias se refugiou.
 A palavra carmo ou carmelo significa jardim.

História de Nossa Senhora do Carmo e os carmelitas

A ordem dos carmelitas venera com carinho o profeta Elias, que é seu patriarca, e a Virgem Maria, venerada com o título de Bem Aventurada Virgem do Carmo. Devido ao lugar, esse grupo foi chamado de carmelitas. Lá, esse grupo de eremitas construiu uma pequena capela dedicada a Senhora do Carmo, ou Nossa Senhora do Carmelo.
Posteriormente os carmelitas foram obrigados a ir para a Europa fugindo da perseguição dos muçulmanos. Aí se espalhou ainda mais a Ordem do Carmelo.

Devoção a Nossa Senhora do Carmo

Com a expulsão dos carmelitas de Israel, a devoção a Nossa Senhora do Carmo começou a se espalhar por toda a Europa. Também foi levada para a América Latina, logo no começo de sua colonização, passando a ser conhecida em todos os lugares. E não somente no Carmelo. Foram construídas várias igrejas, capelas e até catedrais dedicadas a Senhora do Carmo.

Aparição de Nossa Senhora do Carmo a São Simão

São Simão era um dos mais piedosos carmelitas que vivia na Inglaterra. Vendo a Ordem dos Carmelitas ser perseguida até estar prestes a ser eliminada da face da terra, ele sofria muito e pedia socorro a Nossa Senhora do Carmo.
Sua oração, que os carmelitas usam até hoje, foi a seguinte: Flor do Carmelo, vide florida. Esplendor do Céu. Virgem Mãe incomparável. Doce Mãe, mas sempre virgem. Sede propícia aos carmelitas. Ó Estrela do mar.
Então Maria Santíssima, rodeada de anjos, apareceu para São Simão, entregou-lhe o Escapulário e lhe disse: Recebe, meu filho muito amado, este escapulário de tua ordem, sinal do meu amor, privilégio para ti e para todos os carmelitas. Quem com ele morrer não se perderá. Eis aqui um sinal  da minha aliança, salvação nos perigos, aliança de paz e amor eterno. A partir desse milagre, o escapulário passou a fazer parte do hábito dos carmelitas.

(Fonte: cruzterrasanta.com.br)

Nenhum comentário: