Em tudo dai graças. (I Tes. 5:18)




 

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

 

domingo, 26 de fevereiro de 2017

Máscara de Carnaval

Como te quero e admiro
Máscara querida,
Porque não és fingida...
Tu não mentes, 
Dizes o que sentes, 
És o que és...
Fica conosco
O ano inteiro;
Ensina o homem
A ser verdadeiro;
Tapa-lhe a cara
De máscara disfarçada,
Que faz do mundo atual,
Um terrível
E constante Carnaval.

(Autora: Maria Alice Fonseca)

Nenhum comentário: